Três são presos com quase duas toneladas de maconha em Laguna Carapã

Três são presos com quase duas toneladas de maconha em Laguna Carapã

COMPARTILHAR

Três homens foram presos e outros conseguiram fugir do cerco policial que apreendeu nesta quinta-feira (23), quase duas toneladas de maconha. A droga estava sendo trazida da fronteira em uma caminhonete S 10 prata com placas falsas de Nova Andradina e as originais de Belo Horizonte (MG) que foi abandonada em um milharal às margens de uma estrada vicinal em Laguna Carapã.

De acordo com os policiais a apreensão da droga foi possível depois que ocupantes de um Voyage com placas de Laguna Carapã foram abordado e do interior três homens desceram e tentaram correr para uma plantação de milho. Eles foram perseguidos, presos e identificados como, Vinicius Moreira Gil de 20 anos, João Carlos da Silva Encina de 24 anos e Fernando Pereira de Jesus de 31 anos.

O motorista da S 10, um Fox e de um Fiat Uno retornaram quando viram que os três ocupantes do Voyage tinham sido presos. Houve então uma perseguição e cerca de 10 quilômetros após os três carros foram encontrados abandonados, mas sem ocupantes.

Na S-10 havia centenas de tabletes de maconha que pesaram 1.906 quilos. Já os outros carros serviam de batedores, assim como os ocupantes do Voyage. Eles disseram que foram contratados por um homem em Ponta Porã e que João Carlos e Fernando recebiam R$ 200 para cuidar da estrada e Vinicius ganhava R$ 500 para deixar os dois nos pontos estabelecidos e depois busca-los. No carro apreendido com Vinicius havia um rádio comunicador e quando eles foram abordados e antes de tentarem fugir ainda conseguiram avisar os outros membros do grupo sobre a presença dos policiais na estrada.

Os três foram levados para a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (DEFRON), onde foram autuados por adulteração de sinal de automotor, tráfico de drogas, associação ao tráfico e desenvolver clandestinamente atividades de telecomunicação.