Trio do Atacadão acusado de agarrar e arrastar cliente por suspeita de...

Trio do Atacadão acusado de agarrar e arrastar cliente por suspeita de ter saído sem pagar

COMPARTILHAR
Cliente denucia ter sido praticamente arrastado até a presença do gerente.

Depois de em algumas ocasiões estar nos noticiários por conta de vender mercadorias com validade vencida ou estragadas, o Atacadão agora está nos noticiários policiais por acusar cliente de sair sem pagar o que comprou. Ao menos três funcionários da “segurança” e um gerente do Atacadão da Avenida Costa e Silva, estão denunciados na polícia acusados de terem corrido atrás, cercado inclusive um deles empunhando pistola, e arrastado um cliente para dentro do estabelecimento, pois suspeitavam que havia saído sem pagar pano de chão. A vítima comprovou que a mercadoria estava paga, e então o gerente ofereceu uma caixa de doce como “indenização” pelo crime.

Conforme o registrado na polícia, pouco antes de 17h o cidadão de 47 anos entrou no estabelecimento onde comprou os dois panos, passou pelo caixa, pagou e foi embora. Em seguida saiu do local indo em direção a um ponto de ônibus, momento em que fora agarrado por três indivíduos, dois deles com uniforme do atacadão e o terceiro com roupa comum, aparentemente atuando como segurança, pois estava com pistola nas mãos.

No trajeto em que era arrastado, o cliente tentava, mas era impedido de mostrar o comprovante de pagamento. Só quando estava na frente do gerente conseguiu mostrar o comprovante de pagamento, instante em o gerente lhe fez a proposta de dar uma caixa de doce como forma de não denunciar, comentar ou espalhar a ocorrência.

Como não aceitou, o representante legal do Atacadão determinou que o homem deixasse o local imediatamente. A vítima acrescentou na denúncia, que no trajeto em que foi arrastado até o gerente, sua corrente de ouro desapareceu, arrebentou ou caiu e sumiu. Até o fechamento dessa reportagem não havia sido possível contato com alguém do Atacadão.