UFMS terá R$ 1,5 milhão em recursos federais

UFMS terá R$ 1,5 milhão em recursos federais

COMPARTILHAR
O reitor da UFMS, Marcelo Turine, explicando as necessidades da instituição para bancada federal.

Por solicitação da bancada federal de Mato Grosso do Sul, o Governo Federal autorizou, nesta terça-feira, à Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) a liberação de R$ 1,5 milhão de reais. “Com o nosso trabalho, conseguimos a liberação dessa verba dentro do orçamento da universidade. A UFMS poderá utilizá-la imediatamente”, explicou o coordenador da bancada, senador Nelsinho Trad.

Segundo o parlamentar sul-mato-grossense, a bancada continuará trabalhando pela liberação de mais recursos para outras instituições de ensino. “Também solicitamos recursos para Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) e estamos aguardando respostas positivas”, comentou o senador Nelsinho Trad.

Atualmente, a UFMS atende 24 mil estudantes, distribuídos em 116 cursos de graduação e 61 cursos de mestrado e doutorado, além de cursos de pós-graduação lato sensu e residências médicas e multiprofissionais. O reitor da UFMS, Marcelo Augusto Santos Turine, informa que solicitou à bancada federal o montante de R$ 51 milhões de emendas parlamentares previstas para a UFMS em 2019 que foram cortadas por determinação do governo federal.

“Recebemos o montante de R$ 1,5 milhão, com apoio da bancada federal de MS, com otimismo, em prol do desenvolvimento da educação de nossos jovens na UFMS. Esse valor representa um investimento inicial importante para a criação da Fábrica de Software, da Faculdade de Computação e para o estudo de viabilidade para a implantação do parque tecnológico em bioeconomia em nosso estado. A UFMS espera que novos investimentos sejam destinados para o próximo ano, para que a Nossa Universidade continue sendo referência em ensino, pesquisa, extensão, inovação e empreendedorismo no Brasil e a única do MS entre as melhores universidades do mundo”, disse o reitor da UFMS.