Usuários denunciam que são deixados para trás por ônibus intermunicipais

Usuários denunciam que são deixados para trás por ônibus intermunicipais

COMPARTILHAR
Assim como táxi, ônibus foram "afastados" do aeroporto. (Foto: Paulo Francis/reprodução/arquivo/CampoGrandenews)

Usuários de ônibus da linha intermunicipal Campo Grande Corumbá atendida pelas empresas Andorinha/Expresso Mato Grosso, denunciam o que definem como falta de respeito ao passageiro e descumprimento ao tratado no momento da venda da passagem. De acordo com as reclamações, passageiros estão sendo deixados para trás nos locais definidos como para embarque na saída de Campo Grande para Aquidauana/Corumbá.

Um dos últimos casos reclamados aconteceu pela segunda ou terceira vez com o mesmo passageiro. Após comprar passagem de Corumbá a Campo Grande, ida e volta com horário e poltrona definidos, a pessoa embarcaria de volta às 23 horas com embarque combinado na Avenida Duque de Caxias, em frente ao Aeroporto Internacional em Campo Grande. Ocorreu que a pessoa chegou em horário antecipado, encontrou outros passageiros no local, mas o ônibus simplesmente passou direto.

Um outro ônibus chegou a parar no local atendendo sinalização das pessoas, mas o motorista explicou que não poderia fazer nada, pois o carro estava lotado. Ele ainda avaliou que possivelmente o motorista que não parou, não tivesse sido informado na rodoviária, que passageiros estariam esperando naquele local.

Sem saída, um dos passageiros no dia seguinte fez contato com a empresa Andorinha que de remarcou a passagem para embarque feito no local combinado. Sobre os demais passageiros, inclusive uma idosa, não se sabe a providência tomada.

Os embarques/desembarques na saída para Corumbá sempre existiram na frente do aeroporto, recentemente acontecia no próprio aeroporto, mas a Infraero proibiu alegando as obras no local. Como alternativa a empresa começou atender passageiros com rápida parada diante de um hotel na Duque de Caxias, mas a direção do estabelecimento proibiu e o “ponto” foi para diante do Assai, mas por questão de segurança por se tratar de uma curva, foi mudado para diante do aeroporto.

Empresa

A administração local da Andorinha ao ser procurada sobre o assunto, informou que só a direção em Presidente Prudente pode informar sobre procedimentos da empresa. Entretanto, funcionários relatam que esporadicamente pode acontecer esse tipo de problema, mas que a cada caso a reclamação e analisada, apurada e se interesse do passageiro, a passagem remarcada e o passageiro embarcado sem problemas. Outro relato de funcionários, é que os embarques/desembarque são uma cortesia da empresa com os passageiros.

O Problema

O problema que não é apenas de quem precisa embarcar para as regiões de Aquidauana, Miranda e Corumbá, mas de pessoas de todo o entorno de Campo Grande a partir da desativação da rodoviária no centro da cidade, com ativação do Terminal Rodoviário na periferia da região Sul da cidade.

Para quem segue para a região Norte, a alternativa é a empresa Sagitárius Passagens Rodoviárias, junto ao posto do mesmo nome na saída para Cuiabá, que atende diariamente centenas de passageiros de praticamente todas as empresas que operam em Campo Grande.

Devidamente licenciado, o local de Embarque/desembarque é solução para as pessoas que precisando viajar ou chegando, não são forçadas a atravessar a cidade em coletivos, táxi, aplicativo ou veículo particular. Na saída para Sidrolândia também existe um embarque desembarque alternativo, não se sabendo nas outras saídas da cidade.