Vereador Veterinário Francisco enaltece campanha Abril Laranja

Vereador Veterinário Francisco enaltece campanha Abril Laranja

COMPARTILHAR
Vereador veterinário Francisco.

O abril laranja é dedicado a prevenção de maus tratos contra animais. O termo foi criado pela Sociedade Americana Para a Prevenção da Crueldade Contra os Animais (ASPCA). A intenção é que várias organizações possam aderir a causa, visto que os maus tratos são realidade no mundo todo.

Há tempos houve uma revolução no relacionamento do homem com seu animal, em especial os domésticos. Segundo pesquisa de 2019, os animais de estimação estão ganhando ainda mais espaço dentro da vida dos brasileiros, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (ABINPET), mais de 106 milhões de lares brasileiros possuem pelo menos um animal de estimação, deixando o Brasil em quarto lugar no ranking de países com maior população de pets. A alimentação, os cuidados higiênicos e de saúde se modernizaram. Mas da mesma maneira que os cuidados cresceram também os maus tratos.

E quando falamos em animais, falamos de todas as espécies, não apenas de cães, gatos e pássaros, que convivem a milhares de anos, dentro da nossa casa. Então, se vemos um animal sendo maltratado, qualquer um que seja, nosso ou de outra pessoa, doméstico ou selvagem, bonito ou feio, idoso ou jovem, pequeno ou grande, de raça ou “vira-lata”.

O Vereador Veterinário Francisco, Presidente da Comissão Permanente de Defesa do Bem-Estar e Direitos dos Animais dá total apoio a esta iniciativa incentivando pelas suas redes sociais a adesão da população para essa causa. “Minha bandeira é a Causa Animal. Sou veterinário há 40 anos e me deparo infelizmente todos os dias com violências contra animais e a campanha Abril Laranja é uma forma de divulgar e mostrar para as pessoas que precisam ter consciência e proteger os animais. Essa campanha é de fácil adesão e é só compartilhar um laço laranja nas mídias sociais”, explicou.

“Hoje com as redes sociais, ficou mais fácil para fazer denúncias e coletar provas, e também propagar a conscientização contra os maus tratos animal. Há mais relatos de maus-tratos em redes sociais do que nas delegacias. Então a falta de resolução do Poder Público desestimula as pessoas a procurarem os órgãos competentes, mas temos que denunciar mesmo assim. Hoje, todo mundo tem um celular com câmera. Fica mais fácil fazer uma denúncia e reunir provas em favor dos animais”, comenta o parlamentar.

É considerado maus tratos, além de outros, abandono, espancamento, envenenamento, deixar presos com correntes, negar água e comida, capturar animais silvestres, obrigar a puxarem pesos superiores à sua força, negar assistência veterinária a animais feridos ou doentes, não abrigar os animais na chuva ou sol etc.

Em nossa Capital para tentar implementar políticas públicas para o Bem-Estar Animal, foi criado com o apoio do vereador Veterinário Francisco o COMBEA (Conselho do Municipal do Bem-Estar Animal) que é um colegiado de caráter permanente, deliberativo e consultivo, vinculado à Secretaria de Governo (SEGOV), que tem por função e competência buscar as condições necessárias à defesa, proteção, bem-estar, preservação da vida, assim como dos direitos dos animais, através da implementação e execução de políticas públicas. E mais recentemente, foi criada a Subsecretaria do Bem-Estar Animal, criada para tratar de todos os assuntos relacionados à saúde animal em Campo Grande. A meta é informar, conscientizar e disponibilizar políticas públicas voltadas ao cuidado e prevenção de agravos aos animais.

Toda pessoa que perceber maus tratos a qualquer animal, pode imediatamente acionar agentes fiscalizadores ou diretamente a polícia, denúncias que podem ser feitas através dos telefones: 3314-5000 – Centro de Controle de Zoonoses/CCZ, 190 – Polícia Militar/PM, 3318-6700 – Polícia Militar Ambiental/PMA, 3325-2567 – Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista/DECAT, 0800 618080 – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis/IBAMA.

Com Assessoria