Vereadores são presos em plena sessão na Câmara Municipal de Dourados

Vereadores são presos em plena sessão na Câmara Municipal de Dourados

COMPARTILHAR
Do Plenário para Delegacia e dali para presídio.

Antônio Coca

A sessão de julgamento do vereador Junior Rodrigues que acontece neste momento na Câmara de Vereadores de Dourados foi suspensa há pouco e dois vereadores foram presos. Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM) são acusados de descumprir decisões judiciais no tocante ao processo respondem por improbidade administrativa e que motivou a cassação do mandato deles.

Pepa e Cirilo saíram no camburão da Polícia Civil e foram levados ao 1º Distrito Policial onde o mandado de prisão está sendo cumprido e ainda hoje eles devem ser levados para a Penitenciaria Estadual de Dourados.

Sessão parou com a chegada da polícia.

O despacho do juiz que decretou a prisão preventiva dos dois manda o presidente da Câmara Alan Guedes (DEM) convocar imediatamente os suplentes Marcelo Mourão e Marinisa Mizoguchi. Cirilo e Pepa foram presos em 5 de dezembro do ano passado dentro da Operação Cifra Negra, que investiga suposto esquema de corrupção na Câmara de Dourados.

Eles estavam afastados do mandato por ordem judicial desde o dia 12 de dezembro e conseguiram retomar o cargo no dia 13 de agosto. A promotora Fabrícia Barbosa Lima participou da ação e disse que uma nota será divulgada em breve pelo Ministério Público Estadual.