Vigilante de universidade paraguaia morto por ladrões

Vigilante de universidade paraguaia morto por ladrões

COMPARTILHAR
Morte descoberta por colega na troca de plantão.

Antônio Coca

Um guarda da UNE (Universidade Nacional do Leste), de Minga Guazú, no Departamento de Alto Paraná, identificado como Miguel Ángel Báez, de 54 anos, foi morto a tiros nesta quinta (28), durante assalto ao setor administrativo da instituição. O corpo foi encontrado no pátio por um colega que faz revezamento no local.

O local tem câmeras de circuito fechado, mas estão danificadas por causa de uma tempestade. Mesmo assim, os assaltantes acabaram destruindo o equipamento, com medo de serem identificados.

De acordo com informações periciais do médico legista Eduardo Cano o vigilante foi atingido com sete tiros. Os ferimentos se concentram na região do tórax e do abdômen. Até o momento a polícia não tem informações sobre os autores do crime.