Foto: Divulgação/PF

PF e CGU ocupam Secretaria de Infraestrutura de Corumbá

A Polícia Federal e Controladoria Geral da União, deflagrou na manhã desta quarta-feira, (3), a Operação João Romão, que investiga crimes licitatórios e de corrupção que estariam sendo praticados na Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos da Prefeitura Corumbá. Cinquenta e dois policiais federais cumprem 14 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Eleitoral em Corumbá e Campo Grande.

De acordo com a PF, a investigação, que se iniciou em 2021, mostrou que o atual secretário municipal, Ricardo Ametlla, teria criado uma empresa que acabou vencendo diversos procedimentos licitatórios da pasta sob sua reponsabilidade. Os valores dessas obras ultrapassam R$ 12 milhões. Ainda durante as investigações, a Polícia Federal apurou indícios de irregularidades que teriam permitido a empresa suspeita ter capacidade financeira e técnica para participar dos certames licitatórios que venceu.

Além de Ametlla, são alvos da operação, servidores comissionados e efetivos envolvidos nas autorizações e fiscalizações das obras executadas, além de pessoas responsáveis pelas empresas.

Compartilhe
Institucional

O Tempo MS News é um portal de notícias online que traz informações relevantes e atualizadas sobre o dia a dia do Mato Grosso do Sul. Com uma equipe de jornalistas experientes e comprometidos em levar ao público as notícias mais importantes do estado, o portal se destaca por oferecer conteúdo de qualidade em tempo real.

Entre em contato

(67) 99135-7483

[email protected]

© Tempo MS News - Todos os direitos reservados, design por Argo Soluções