Sem dar trégua polícia de MT mata 10 durante confrontos em 72...

Sem dar trégua polícia de MT mata 10 durante confrontos em 72 horas

COMPARTILHAR

Gustavo Bringhenti Lima, (25) e Ronaldo Rios de Freitas, 33 anos, morreram em confronto com policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), no final da tarde de sábado, no Residencial Itamaraty, em Cuiabá, Mato Grosso. A dupla estava com duas armas e 4 barras de pasta base de cocaína. Com esse caso, sobe para 10 o número de mortes em confronto com a Polícia Militar em 72h no Estado.

Consta que a equipe do Bope recebeu informações sobre tráfico de drogas na região. Segundo a denúncia, os suspeitos estavam em um Creta e passavam armados pelas ruas. Com base no que foi repassado, equipe saiu em rondas e localizou o veículo suspeito próximo de um condomínio, onde foram dadas ordens de parada, mas que não foram obedecidas pelos indivíduos.

Em determinado momento, os policiais conseguiram se aproximar, desceram do carro e foram a pé até o veículo dos suspeitos, sendo recebidos a tiros. A equipe revidou e atirou contra a dupla, que foi baleada e desarmada. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, mas confirmou a morte de Ronaldo e Gustavo no local que foi isolado para os trabalhos da Polícia Civil e Perícia.

Com Gustavo, a polícia apreendeu uma submetralhadora calibre 380, com carregador inserido na arma com 12 munições. Já com Ronaldo, um revólver calibre 32, com 3 munições intactas e duas deflagradas. No carro, ainda foram localizadas 4 barras de pasta base de cocaína.

Dez mortos

Confrontos entre a polícia e criminosos resultaram em 10 mortes de quinta até sábado, apontam os registros das equipes de segurança pública. Na quinta (26), 5 foram mortos no bairro Nossa Senhora Aparecida, em Rosário Oeste. Desses, 3 são homens e dois são mulheres. Entre eles, um menor de idade. Todos tinham passagens criminais. Já na sexta (27), troca de tiros deixou 3 criminosos mortos em Sinop. Eles eram suspeitos de terem cometido um roubo na região.