Cappelli será presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial

Cappelli será presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial

COMPARTILHAR

O jornalista Ricardo Cappelli foi convidado e aceitou a proposta para ser o novo presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Pelas redes sociais, Cappelli afirmou que recebeu a oferta de cargo do vice-presidente Geraldo Alckmin, que também é ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviço.

Recebi e aceitei o convite do vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, para presidir a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Este é um desafio central do governo do presidente Lula. É a prosperidade que faz as pessoas confiarem na democracia”, escreveu ele. A agência está ligada ao ministério conduzido por Alckmin e atua avaliando, propondo e debatendo inovações, principalmente tecnológicas para a indústria brasileira. A frente da ABDI, Cappelli deve receber um salário de R$ 40 mil. Ele ocupa o lugar de Igor Calvet, que deixou o cargo em setembro do ano passado.

Em vídeo, Alckmin apresentou o novo presidente da agência. “Gestor com vasta experiência na administração pública, está conosco desde o início do governo. Fez um excelente trabalho no Ministério da Justiça e agora chega para trazer todo seu conhecimento, espírito público e capacidade para nos ajudar a desenvolver a política industrial”, declarou o vice-presidente.

Cecilia Vergara ocupa o posto de maneira interina desde que o titular deixou o cargo. Cappelli é ex-secretário-executivo do Ministério da Justiça e deixou a pasta com a saída de Flávio Dino, que será o novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Ao assumir a pasta da Justiça, Ricardo Lewandowski, que toma posse nesta quinta-feira (1º), decidiu dispensar a cúpula do órgão durante a gestão de Dino. Apesar de realizar trocas profundas, Lewandowski promete dar continuidade a projetos e propostas que já estão em curso, especialmente no combate a facções criminosas.