Com mais de 40 internos, casa de apoio a moradores de rua...

Com mais de 40 internos, casa de apoio a moradores de rua precisa de ajuda para manter atividades

COMPARTILHAR
Com Assessoria

Por razões diversas, muitas pessoas se deixam levar por vícios que destroem totalmente suas vidas. Família, carreira, relacionamentos se perdem em meio às drogas e álcool e diante da fraqueza perante a dependência levam estas pessoas à situação de rua.

Há 21 anos, o dedicado e incansável trabalho da Casa de Apoio aos Moradores de Rua São Francisco de Assis, em Campo Grande, tem o objetivo de recuperar a saúde e dignidade de homens que tinham nas calçadas sua moradia.

Atualmente, o local conta com cerca de 40 internos e outros 40 homens ‘de passagem’ – aqueles que vão ao local em busca de uma refeição, mas que não moram no local, que sobrevive de doações e de convênio com os governos do Estado e município, mas que ainda é insuficiente para arcar com os custos, que envolvem refeições, tratamento de saúde, apoio psicológico, evangelização e reinserção social. “A principal causa da mendicância é o álcool, depois as drogas. Muitos deles vem almoçar e pedem abrigo aqui, mas também recebemos encaminhados de igrejas, Cetremi e dos postos de saúde”, explica a presidente da entidade, Maria Luiza Serrou dos Santos.

A presidente enfatiza ainda que após um, dois a dez anos vivendo nas ruas, os homens reconhecem a necessidade de buscar ajuda. “A rua tem muitas doenças, tem tudo de ruim. É muito difícil”, relata Maria Luiza, que explica que os homens, maioria com idade acima dos 25 anos, chegam ao local muito doentes, física e psicologicamente.

Ao conhecer a realidade do local, o vereador Dr. Wilson Sami (MDB), por meio de sua atuação na Câmara Municipal de Campo Grande, destinou emenda parlamentar de R$ 8 mil em 2018 ao local e, em visita à casa, conheceu o resultado do investimento. Uma máquina de fabricação de fraldas foi adquirida, visando proporcionar ocupação aos internos, assim como geração de renda à entidade. “Aqui vemos pessoas que querem mudar, só busca ajuda quem tem coragem e vocês são vitoriosos por aceitar que precisam e que podem retomar suas vidas. É uma alegria muito grande perceber que esse importante trabalho está se fortalecendo. Contem sempre comigo”, pontuou Dr. Sami durante conversa com internos, direção e funcionários da casa.

Interno há dois meses, Robin Wood, de 28 anos, agradeceu emocionado a atenção do vereador. “Não é só necessário trazer a pessoa para uma casa de apoio, não é só comida ou um teto. O mais importante é dar apoio para que ela possa seguir na sociedade. Aqui, passei enxergar a vida com outros olhos, encontrei uma família. A ajuda do vereador, não só como político, mas como pessoa é muito importante, me ajudou a ver que há chance de recomeçar”, conta o rapaz, que espera cursar uma faculdade no campo das artes, pois, já trabalha como desenhista e artesão.

Sonhando construir uma casa semelhante para atender mulheres em situação de rua, a presidente agradece o apoio do Dr. Sami. “É muito importante para nós. Toda ajuda é indispensável e agradecemos muito quem olha por nós. Já estivemos em vias de fechar as portas várias vezes e nosso objetivo é atender mais e ampliar para mulheres esse apoio”, avalia Maria Luiza.

O vereador Dr. Wilson Sami destaca ainda que continuará atuando em prol desta e outras entidades. “Esse trabalho importante merece apoio e precisa continuar e como vereador seguirei lutando por isso”, finalizou.

A Casa São Francisco de Assis aceita e precisa de doações para continuar seu trabalho de resgate e reinserção social. Interessados podem depositar qualquer valor no Banco do Brasil – Agência 5738-5 – Conta Corrente: 105.182-2. Mais informações pelo (67) 3351-4013.

Saiba mais – Para acompanhar o trabalho do vereador Dr. Wilson Sami na Câmara Municipal, acesse: facebook/wilsonsami e acompanhe as ações de todo o Legislativo Municipal no site www.camara.ms.gov.br