Autoridades paraguaias acreditam ter encontrado ligações com execuções na fronteira

Autoridades paraguaias acreditam ter encontrado ligações com execuções na fronteira

COMPARTILHAR

Antônio Coca

Uma ação realizada na noite desta segunda-feira (25) por homens da Força de Operações Policiais Especiais (FOPE) da Polícia Nacional do Paraguai, pode ter encontrado a ligação com pelo menos quatro crimes ocorridos nos últimos meses em Pedro Juan Caballero. Em uma casa na região central da cidade foi apreendido um Chevrolet Cobalt cor cinza e uma SUV Santa Fé prata com placas EOM0E74 de Santa Fé (SP). Os carros podem estar envolvidos nos homicídios contra o casal Luís Mateo Martínez Armoa e Anabel Centurion Mancuello, executados em uma choperia nas proximidades da Laguna de Punta Porã com diversos tiros de fuzil.

Na oportunidade foi deixado um bilhete o grupo autodenominado “Justicieros de la frontera”, assumia responsabilidade pelo atentado. O Cobalt também teria sido visto na cena do crime contra Jorge Ortega Garcia de 27 anos, morto no dia 27 de setembro, no cruzamento da rua Ricardo Pockel com a Johan Groessinger, no Jardim Aurora. Atingido por diversos tiros principalmente na cabeça. Jorge morreu em um hospital particular para onde foi levado por familiares.

O mesmo carro foi apontado como um dos usados na morte do candidato a vereador de Pedro Juan Caballero, Néstor Ramón Echeverria no dia 30 de setembro quando ele comemorava com amigos após uma reunião política. Néstor foi atingido por diversos tiros de vários calibres e morreu na hora. Um correligionário dele ficou ferido com um tiro em um dos braços. Os policiais ainda não explicaram qual seria ligação entre os crimes.

Na residência ocupada nesta noite onde até um carro forte blindado , foi usado na ação e que fica no bairro Virgem de Caaucupé, foram encontrados carregadores para fuzis, uma mira telescópica, um tripé para arma longa, placas falsas e originais de veículos, coletes táticos e balísticos, uma máscara de silicone de meio corpo e mais de uma centena de projeteis calibres 7,62 e 5,56 usados em fuzis e conversores de tiros conhecidos como “ Kit Rony”, capaz de converter uma pistola Glock em uma arma compacta equipada com trilhos para equipamentos táticos, como luzes e mira óptica e capacidade para 100 disparos.

Na casa foram encontrados também vários galões de armazenamento de combustíveis que também são usados para transportar produtos químicos usados para o refino de cocaína. As dependências da residência estavam vazias e apenas uma cama foi localizada.

Entre os cartuchos apreendidos alguns tinham a marca da DIMABEL, (Direção de Material Bélico), órgão do Ministério de Relações Exteriores do Paraguai. Estes cartuchos já teriam sido apreendidos em outras operações e acabaram voltando para as mãos do crime organizado. Projeteis semelhantes a estes desviados do órgão governamental já foram usados em outros atentados na fronteira.

Ainda nesta terça-feira (26) a agente fiscal Sandra Cecília Díaz deverá dar mais detalhes sobre a operação. Este também a possibilidade de um dos dois carros apreendidos terem sido usados na chacina do dia 9 de outubro onde quatro pessoas entre elas duas estudantes de medicina e a filha do Governador do Departamento de Amambay, além de um homem acusado de tráfico de drogas que seria o alvo principal dos pistoleiros que dispararam mais de cem vezes contra as vítimas.

Veículo visto em algumas das execuções.