Aluna de Direito desacata, tenta intimidar policiais e acaba presa

Aluna de Direito desacata, tenta intimidar policiais e acaba presa

COMPARTILHAR
Estudante deu trabalho para ser embarcada. (Imagem Ilustrativa)

T.M.F., de 22 anos, estudante de direito, foi presa no final da noite desta sexta-feira (10), em Corumbá, depois de afrontar, desacatar e ameaçar policiais militares que atendiam denúncia de perturbação da tranquilidade e quebra do toque de recolher entre outros. A confusão ocorreu em uma residência da Alameda São Felipe, no Bairro Maria Leite.

Pouco depois de 23h policiais da Força Tática foram acionados pela Central de Operações para verificar o que seria caso de festa no local, com aglomeração de pessoas fazendo uso de bebida alcoólica, som alto e desrespeitando o toque de recolher.

Chegando no local, os policiais mantiveram contato com o morador responsável pela festa que de imediato se prontificou a desligar o som e dispersar as pessoas sem maiores problemas. Com tudo resolvido na mais absoluta calma e civilização, surgiu T.M.F. se dirigindo aos policiais se apresentando como estudante de direito querendo coagir a equipe e aos gritos dizendo “vocês são uns policiaizinhos de merda, não sabem o que estão fazendo e que por ser advogada acabaria com a carreira de todos”.

A “jurisprudência” e “animus-fudendi” da moça e o odor alcoólico não funcionaram e ela acabou recebendo voz de prisão. Como resistiu não acatando a ordem se negando a entrar na viatura, foi dominada, embarcada e levada para a delegacia da Polícia Civil enquadrada em resistência, desobediência, desacato e perturbação da tranquilidade.