Local onde idosa morreu é perigoso, Agetran já foi alertada mas nunca...

Local onde idosa morreu é perigoso, Agetran já foi alertada mas nunca deu importância.

COMPARTILHAR
Revoltada com omissão da prefeitura, moradores fecham rua. (Foto:Direto das Ruas)

Edilene Rosalina Taveira, de 69 anos, morreu e duas pessoas sofreram ferimentos no acidente envolvendo um Fiat Uno e o Gol que a vítima estava esta manhã no cruzamento da Avenida Gabriel Spipe Calarge com Rua Manoel Vieira de Souza, no Jardim das Nações. Além de ferimentos, ela sofreu parada cardíaca, chegou a ser reanimada pelos socorristas, mas não resistiu.

Edilene era passageira do Gol dirigido pelo marido, Cacildo Sandim de Souza, 74 anos, e trafegavam pela rua Manoel Vieira de Souza, sendo que no carro além de Edilene estava a filha do casal, de 44 anos.
No cruzamento o Gol foi atingido no lado do passageiro pelo Fiat Uno que trafegava pela avenida, via preferencial.

Para o condutor do Uno que sofreu lesões leves, mas ficou abalado com a situação, o condutor do Gol poder ter tido a visão prejudicada pelo sol. Antes de seguir, ele teria esperado a passagem de uma moto e ao seguir não percebeu a aproximação do Gol.

Protesto

Imediatamente ao acidente, moradores na região bloquearam o trânsito no local em protesto contra a prefeitura que há muito tempo é acionada para instalar semáforo no cruzamento, mas nunca atendeu a população. O presidente do bairro, Vanderlei Schneider, por exemplo, conta que já enviou vários ofícios para a Agetran (Agência Municipal de Trânsito) expondo os riscos no local e solicitando sinalização semafórica e não foi atendido.