Comércio de Dourados fecha em apoio à protesto dos caminhoneiros

Comércio de Dourados fecha em apoio à protesto dos caminhoneiros

COMPARTILHAR

Antônio Coca

O comercio varejista de Dourados fechou as portas por uma hora na tarde desta segunda-feira em apoio ao movimento dos caminhoneiros de todo o Brasil que estão em greve a uma semana. A decisão de suspender o atendimento foi tomada na parte da manhã em uma reunião na sede da a ACED (Associação Comercial e Empresarial de Dourados), onde estavam representantes da CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas), ACOMAC (Associação dos Comerciantes Materiais para Construção), SINDICOM (Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados) e Sindicato Rural com apoio da FAEMS (Federação das Associações Empresariais de Dourados), Movimentos ‘Combustível Justo’ e ‘Menos Impostos, Mais Liberdade’.

O movimento foi engrossado com a presença de estudantes secundaristas das escolas estaduais que fizeram uma passeata pela região central de Dourados em solidariedade aos caminhoneiros. De acordo com Elizabeth Rocha Salomão, presidente da ACED, as reivindicações dos caminhoneiros são justas e representam a vontade de todos os brasileiros que ajudam no crescimento do país e são penalizados com uma alta carga de impostos e tributos.