DRACCO apreende no Pantanal avião utilizado no tráfico de drogas e armas

DRACCO apreende no Pantanal avião utilizado no tráfico de drogas e armas

COMPARTILHAR
Após acidente avião foi escondido.

Uma aeronave bimotor com ordem judicial de sequestro e que era utilizada no narcotráfico, foi apreendida por policiais civis do DRACCO – Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado. A aeronave Baron matrícula PT-OCR, procurada desde 2020, estava escondida em área de mata fechada na região do Paiaguás, Pantanal sul-mato-grossense após acidente aéreo.

A localização e apreensão da aeronave e materiais do crime organizado, ocorreu no andamento de ações para reprimir atividades de organizações criminosas dedicadas ao narcotráfico com emprego de aeronaves. Com a localização do Baron, foram realizados procedimentos especializados afetos à Seção de Operações Aéreas do Departamento. A aeronave modelo 58, estava com ordem judicial de sequestro emitida em fevereiro de 2020 pela 1ª Vara Federal de Itajaí, Santa Catarina.

A sentença ocorreu após operação da Polícia Federal de Santa Catarina, em torno de organização criminosa especializada no tráfico internacional de drogas e armas procedentes da Bolívia. O crime organizado utilizava a região portuária brasileira para remessa do entorpecente ao exterior.

Na ação do DRACCO chefiada pela delegada Ana Cláudia Medina, foi constatado que o local servia de base de apoio ao narcotráfico, com estrutura para pousos e decolagens de aeronaves na clandestinidade. A estrutura mantinha inclusive reabastecimento e manutenção de aeronaves e de forma dissimulada o armazenamento de entorpecentes para despacho por via aérea. A aeronave apreendida continuava em busca por não ter sido localizada para apreensão na operação desencadeada em fevereiro de 2020. A operação gerou prejuízo estimado em R$ 1,5 milhão ao crime organizado.

Traficantes mantinham depósito, manutenção e reabastecimento.