Especializado em furtar bancos, casal é preso pelo GARRAS em motel paulista

Especializado em furtar bancos, casal é preso pelo GARRAS em motel paulista

COMPARTILHAR
Andréia e Juan, especialistas em furto de envelopes de caixa eletrônico.

Após duas semanas de investigação, policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assalto – GARRAS, prenderam em São Paulo, casal responsável por vários furtos em agências bancárias de Campo Grande. Estão presos Juan Daniel da Silva Capuzeello (30), e Andréia Pereira dos Anjos, de 22 anos, apanhados fazendo sexo em um motel paulista.

As investigações sobre os roubos começaram a partir do registro de diversos boletins de ocorrência comunicando furtos nos bancos. Só em Campo Grande foram sete agências, mas existem ao menos mais duas no interior. Juan e Andréia utilizavam madeira MDF e fita adesiva dupla face para preparar o “equipamento” com que “pescavam” os envelopes depositados. A dupla agia sempre nos fins de semana, pois os envelopes só são recolhidos em dia útil.

Exatos R$ 40 mil foram furtados de agências em Campo Grande, dinheiro que não foi recuperado pela polícia. Até o momento da noite que foi preso, o casal havia gastado R$ 700 no motel em São Paulo.

Delegado Sartori detalha facilidade com que a dupla agia

De acordo com o delegado João Paulo Sartori, encarregado da investigação e prisão da dupla, Andréia era encarregada de fazer toda a operação logística dos furtos, como compra de passagens para os dois até as cidades. Ela ainda “tinha direito” a 15% do dinheiro furtado. O casal é suspeito de ter furtado agências em cidades de Santa Catarina e no Paraná além de cidades do Nordeste. Essas ações ainda estão sendo investigadas.

Fita e MDF, matéria pima para o crime.