Explorada pelos pais na fronteira, menina está sob guarda de autoridades

Explorada pelos pais na fronteira, menina está sob guarda de autoridades

COMPARTILHAR
Imagem ilustrativa.

O caso de abuso e exploração sexual a uma criança de 12 anos por parte dos pais, segue mobilizando a Polícia Nacional e Ministério Público do Paraguai em Pedro Juan Caballero, fronteira com o Brasil através de Ponta Porã. As denúncias apontam que os pais ofereciam a menina para encontros sexuais em troca de dinheiro, caracterizando crime de prostituição infantil.

A criança foi resgatada nesta segunda-feira (9), em ação liderada pela advogada Rosely Echeguren, da Unidade Especializada do Ministério da Defesa Pública, juntamente com equipe da Polícia Nacional. Ela segue sob guarda do Ministério Público.

Investigações revelam que a menina era submetida a abuso desde os 10 anos por um parente e outras pessoas, com consentimento dos pais, que recebiam dinheiro em troca de práticas sexuais com a criança. Ela passou por exames no Hospital Regional de Pedro Juan Caballero e o médico legista César González Haiter confirmou ao portal Última Hora, que há evidências de que a menina era abusada há algum tempo.