Jovens enxergam no Projeto Recomeçar uma chance de melhorar de vida

Jovens enxergam no Projeto Recomeçar uma chance de melhorar de vida

COMPARTILHAR

O “Projeto Recomeçar”, uma iniciativa do empresário João Batista de Camargo Filho, mais conhecido como “Camargo Calçados”, em parceria com a Agosto Uniformes, Santana Calçados, Imbaúba Laticínios, Botas Pimentel, Gráfica Pontual, Pécora Calçados e Galeria dos Esportes, é visto como uma chance de melhorar de vida para os jovens participantes.

Retomado no último dia 29 de fevereiro, o Projeto atende 50 crianças e adolescentes carentes da região norte da cidade, na saída para Cuiabá, com atividades de lazer e esportivas, além de oferecer qualificação profissional todos os sábados, das 15h30 às 17h30, na Rua José Tufão, 115, ao lado da Loja Camargo Calçados.

Segundo João Batista de Camargo, enquanto as crianças de 9 a 13 anos têm aulas de futebol, os adolescentes participam das aulas do curso de artesanato em couro, como carteiras, cintos, chaveiros, porta moedas e outros itens. “Para muitos desses jovens, essa é uma oportunidade de ouro de melhorar de vida. Eles sabem que precisam abraça essa chance com unhas e dentes para que tem um futuro melhor que os dois pais”, destacou.

O empresário, que é dono de uma indústria de cintos e carteiras, de duas lojas de calçados e acessórios e que atua como representante comercial das marcas de calçados Bello Boy (masculino) e Pé de Moça (feminino) em Campo Grande (MS), ressalta que os participantes do Projeto Recomeçar têm, além das aulas de futebol e do curso profissionalizante, noções de cidadania. “Em razão da vida dura que levam e das dificuldades do pais, eles precisam também de uma pouco de noção de cidadania. Por isso, entre uma aula e outra, passamos informações importantes para a formação de bons cidadãos”, reforçou.

João Batista de Camargo, que também preside o Sindical/MS (Sindicato das Indústrias de Calçados de Mato Grosso do Sul), informa que o Projeto Recomeçar, nesta retomada, vai formar duas turmas com 25 alunos cada para a realização do curso de fabricação de artigos em couro, que terá cinco meses de duração. “Também temos atividades de lazer e esportivas, como futsal, capoeira, entre outras. Além disso, servimos lanches para os participantes durante a realização do projeto nos próximos cinco meses”, ressaltou.

Ele acrescenta que essa iniciativa já foi realizada há uns dois anos, mas, por uma série de motivos, teve de ser interrompida. “Agora, estamos retomando o Projeto Recomeçar com o apoio dos nossos parceiros Agosto Uniformes, Santana Calçados, Imbaúba Laticínios, Botas Pimentel, Gráfica Pontual, Pécora Calçados e Galeria dos Esportes. Nós entendemos que essas crianças e adolescentes só precisam de uma chance para melhorar de vida e se cada um fizer a sua parte vamos obter sucesso”, declarou.