Leilão de gado furtado acaba em prisão de fazendeiro e...

Leilão de gado furtado acaba em prisão de fazendeiro e leiloeiro em Rio Negro

COMPARTILHAR
Furtado e ofertado, gado já estava remarcado. (ilustração)

Investigando informação de que no Pantanal Leilões, localizado na cidade de Rio Negro estava sendo comercializado um lote de gado proveniente de furto, animais que inclusive já haviam sido remarcados, policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assalto e Sequestros – Garras, foram ao município e, com apoio das Delegacias de Rio Negro e Camapuã, realizaram operação na sede do estabelecimento.

No local a informação foi confirmada com a constatação que Fernando Augusto Figueiredo de Andrade, 59 anos, havia levado um lote de 34 bovinos para venda no Leilão. Os policiais apuraram ainda que na nota fiscal e na Guia de Transporte de Animais – GTA apresentadas e recebida pelo responsável pelo Leilão, Anderson Ataíde Nantes, de 46 anos, constavam apenas 15 vacas, animais totalmente diversos dos apresentados.

O responsável pelo Leilão teria recebido 19 animais a mais do que constava na nota. Em seu interrogatório Fernando admitiu ter subtraído os bovinos da vítima, enquanto que o responsável pelo Leilão, também preso, recebeu o gado que nas condições apresentadas deveria saber ser produto de crime, já que estava sem a devida nota fiscal, documentação que conforme afirmou em interrogatório, tinha ciência de ser essencial para realizar a comercialização dos animais, além do fato do gado estar com marcação sobreposta recentemente.

Os dois foram autuados em flagrante pelos crimes de associação criminosa, furto qualificado e receptação qualificada. A polícia ainda apurou que Fernando Augusto possui antecedentes, inclusive já havia sido preso e autuado pela prática do crime de Abigeato (furto de gado) com o mesmo modo de ação, quando foi localizado em sua propriedade, bovinos remarcados, e posteriormente verificado que tais animais haviam sido furtados.