Pistoleiros executam uma pessoa no Colibri e podem ter errado de vítima

Pistoleiros executam uma pessoa no Colibri e podem ter errado de vítima

COMPARTILHAR
No portão, mascas da fuzilaria. (Imagem: Das ruas)

A Polícia Civil tenta esclarecer autoria e circunstâncias do assassinato de Felipe dos Santos, 22 anos, ocorrido na noite deste domingo (10), quando ele chegava em casa, na Rua Conde de Pinhal, no Bairro Colibri, em Campo Grande. A polícia não descarta a possibilidade de Felipe ter sido morto por engano dos pistoleiros.

Consta que a vítima pouco antes estava na residência de uma prima e foi para sua casa, mas ao chegar, surgiram quatro elementos em duas motos pretas que em seguida abordaram Felipe e passaram a atirar.

A vítima chegou a ser socorrida até a UPA Universitário, onde chegou morta. No local do crime os pistoleiros falando entre si, teriam questionado se Felipe era o alvo. Felipe foi atingido com dois tiros no peito e um no braço. Policiais do GOI – Grupo de Operações e Investigações trabalham no caso.