PRF recupera caminhonete na BR-262 e prende mulher pela quinta vez neste...

PRF recupera caminhonete na BR-262 e prende mulher pela quinta vez neste ano

COMPARTILHAR

Ao prender pela quinta vez este ano uma mulher, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou na madrugada desta terça-feira (5) em Miranda (MS) uma caminhonete roubada no Paraná. O comparsa dela ainda tentou fugir, mas acabou preso sendo que ambos atuavam como batedores.

A equipe fiscalizava no km 602 da BR 262, quando o condutor de uma Toyota/Hilux, com placas aparentes de Corumbá, ao avistar a fiscalização, fez uma manobra brusca de retorno e iniciou fuga. Após um quilômetro de acompanhamento tático, o indivíduo perdeu o controle da direção, saiu da pista e atingiu um barranco.

Ele seguiu em fuga a pé, não sendo localizado naquele momento. Próximo à caminhonete estava o passageiro, que foi encaminhado para a Unidade Operacional da PRF, onde constatou-se que ele havia se envolvido em um acidente próximo à Miranda e solicitado carona ao condutor da Hilux. Após verificação dos fatos, ele foi liberado por não ter envolvimento no crime.

Foram realizadas buscas no local e o motorista da caminhonete acabou localizado e preso. Ele disse que receberia R$ 1,5 mil para levar o veículo de Maringá até Corumbá. Em consulta aos sistemas, os agentes descobriram ocorrência de roubo/furto do veículo, e que as placas originais são de Jaguapitã, no Paraná.

A mulher, de novo

Enquanto isso, em ações de Inteligência, os policiais abordaram um Jeep/Renegade, placas de Belo Horizonte/MG. O condutor, de 24 anos, apresentou várias contradições acerca do motivo da viagem.

No veículo a equipe da PRF reconheceu a passageira, Kelly Christina Bazotti Silva, de 29 anos, que já responde criminalmente por receptação de veículo. Ela confessou que todos estavam envolvidos no transporte da Hilux até Corumbá. É a quinta vez que a mulher é presa pela PRF neste ano. Presos e os veículos foram encaminhados à Polícia Judiciária em Miranda.

Os casos

Este ano Kelly esteve envolvida em ocorrências como a de 3 de julho em Terenos, no km 386 da BR-262, abordada dirigindo uma Ford/Ranger roubada/furtada e que levava para Corumbá. Já no dia 24 de julho foi abordada em Miranda, a mulher estava em um ônibus de viagem com destino a Campo Grande.

Na mala dela, os policiais encontraram 1 quilo de cocaína. Nesta ocorrência, a equipe descobriu que no dia 22 ela havia sido parada com uma Hyundai/Santa Fé, sem irregularidades naquela data, porém, em nova consulta foi constatado boletim de roubo em Curitiba. Kelly contou que havia deixado o veículo em Corumbá.

No dia 19 de setembro em Miranda, no km 602 da BR-262, após receber ordem de parada em uma caminhonete Toyota/Hilux, ela tentou fugir, dirigindo por 20 quilômetros. Após abandonar o automóvel e tentar fugir a pé, foi detida. A Hilux possuía registro de roubo.

No dia 3 de outubro abordada em Água Clara, no km 142 da BR-262, Kelly dirigia uma Toyota/Hilux. Ao parar o veículo, confessou a origem ilícita do veículo. A caminhonete havia sido roubada há três dias em Itapira, São Paulo.