Sejusp cria coordenadoria para gerir comunicação de última geração

Sejusp cria coordenadoria para gerir comunicação de última geração

COMPARTILHAR
Novo sistema garante segurança nas comunicações.

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) publicou no Diário Oficial desta quinta-feira (7), a criação da Coordenadoria de Gestão e Infraestrutura de Radiocomunicação, que substitui a antiga Divisão de Telecomunicações (Divitel) em Mato Grosso do Sul. A nova coordenadoria dará continuidade ao projeto avaliado em R$ 25,1 milhões, que visa garantir a segurança na transmissão de dados e comunicação, de forma criptografada, das forças de segurança pública do Estado.

Para o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira, “nós atualizamos a legislação de forma que essa Coordenadoria de Gestão e Infraestrutura em Radiocomunicação possa de fato existir e gerenciar toda essa nova rede. É um projeto que já estava em andamento e essa tecnologia vai permitir termos mais segurança na telecomunicação de voz e dados, sendo criptografada de ponta a ponta”.

O Projeto entra na segunda fase e deve receber aporte de mais R$ 10.100.626,12 que deverá atender 14 cidades da linha de fronteira, como Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Aquidauana, Anastácio, Dois Irmãos do Buriti, Terenos, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Maracaju, Miranda, Nioaque, Porto Murtinho e Rio Brilhante.

A primeira fase contou com investimentos, em parceria com o Governo Federal, de R$ 15.092.319,83. Ao todo, foram atendidos 28 municípios: Bodoquena, Bonito, Bela Vista, Caracol, Caarapó, Coronel Sapucaia, Corumbá, Deodápolis, Douradina, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Iguatemi, Itaquiraí, Itaporã, Japorã, Jateí, Ladário, Laguna Caarapã, Mundo Novo, Naviraí, Paranhos, Ponta Porã, Sete Quedas, Sidrolândia, Tacuru e Vicentina.

O Projeto

A modernização da radiocomunicação digital foi implementada em novembro de 2017. O novo sistema é composto de softwares e rádios (hand talks), além de outros equipamentos de última geração

Ao todo 22 antenas (sítios de repetição) foram instaladas na fronteira sul-mato-grossense, recebendo e distribuindo informações para 1.460 rádios, entre portáteis, móveis e fixos, com capacidade de expansão e uma tecnologia digital que permite fornecer localizações exatas.
Essa nova tecnologia integra, em uma única plataforma, as comunicações entre as polícias Militar, Civil, Corpo de Bombeiros, Sistema Penitenciário e Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e, a partir de agora, o Exército Brasileiro.

Fonte: Sejusp