SIG descobre que motorista de aplicativo simulou assalto por estar endividado

SIG descobre que motorista de aplicativo simulou assalto por estar endividado

COMPARTILHAR

Antônio Coca

Na madrugada do último dia 28 o motorista do aplicativo Urban, Eedivaldo Gonçalves de Paula, compareceu na DEPAC e relatou ter sido vítima de roubo, tendo sustentado que por volta das 20h do dia 27, ao realizar o transporte de dois indivíduos um deles teria sacado uma pistola e anunciado um roubo, tendo dele subtraído R$ 350, um aparelho celular e outros pertences. Edibaldo alegou, inclusive, ter permanecido algum tempo em cativeiro.

Ao tomar conhecimento de crime de tamanha gravidade imediatamente o SIG passou a realizar buscas para apurar a autoria do crime, destacando-se que tal modalidade de delito não havia sido praticada no ano de 2019 em Dourados. Assim, no transcorrer das investigações policiais do SIG identificaram várias contradições no depoimento prestado pelo motorista, tal como a forma que foi contratado pelos autores e local onde permaneceu em cativeiro.

Nesta manhã, diante das inconsistências na história por ele inventada, Edivaldo confessou ter mentido em relação a ter sido vítima do roubo. Inclusive, informou que por estar com uma dívida no valor de R$ 400 com o proprietário do carro por ele utilizado nos serviço de transporte de passageiros, inventou o roubo no valor de R$ 350.

Ainda, Edivaldo expôs que criou a história do roubo por pensar que o caso seria “só mais um para a estatística”, ou seja, que não seria efetivamente investigado. Em razão de ter mentido sobre o roubo, Edivaldo responderá pela prática de Falsa Comunicação de Crime.