Três pessoas morreram em avião que caiu em Nobres, no Mato Grosso

Três pessoas morreram em avião que caiu em Nobres, no Mato Grosso

COMPARTILHAR
Aeronave bateu de dorso no solo.

Ao contrário do que se imaginava, de que apenas o piloto foi a vítima, três pessoas morreram na queda da aeronave Sêneca que caiu no distrito de Bom Jardim, em Nobres, Mato Grosso na manhã desta segunda-feira (24). As vítimas são: o advogado criminalista Lucas Arrais Correia, o empresário dono da SP Máquinas, Clesio de Paula Filho, 58 anos, e o piloto Romilton Lima da Silva, de 30 anos. O acidente ocorreu na manhã de segunda-feira (24).

Clesio Filho era dono do avião e o advogado atuava para a empresa. Ambos costumavam viajar com o piloto que faleceu no acidente. Segundo informações da Polícia Militar, a equipe foi chamada por populares informando que uma aeronave havia caído na Fazenda Palmital. Os militares se deslocaram ao endereço e encontraram os destroços do bimotor.

Logo foi avistada uma vítima sem vida, presa às ferragens. Foi feito o isolamento do local até a chegada da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e da Polícia Civil.

Uma testemunha contou aos policiais que viu o avião voando baixo e com barulho estranho. Logo ele passou a girar e caiu, fazendo grande barulho e provocando muita poeira. O popular se aproximou e viu apenas uma vítima morta e chamou a polícia. Por volta das 17h30 compareceu ao local uma equipe do Corpo de Bombeiros de Nova Mutum. Às 19h30 chegaram ao local a Politec e Polícia Civil. Durante a perícia foram identificados mais dois corpos no avião.

Foi realizado os procedimentos necessários e os destroços removidos com a ajuda de um caminhão e remoção dos outros dois corpos, que estavam sob a estrutura do bimotor. O acidente está sendo investigado pela Polícia Civil de Nobres. Ainda não há informações sobre a origem e destino do avião.