SENAD captura operador financeiro procurado em vários países

SENAD captura operador financeiro procurado em vários países

COMPARTILHAR

Agentes Especiais da Unidade de Investigação Sensível S.I.U. das Forças Especiais da SENAD, acompanhados Agente Fiscal Marcelo Pecci, com o apoio do Ministério, no âmbito da cooperação entre Instituições do Paraguai como o Ministério Público, Poder Judiciário, a Secretaria Nacional da América, o Departamento Antidrogas com o Governo dos Estados Unidos realizaram busca em um prédio localizado na Avenida Adrián Jara na área central de Ciudad del Este, no Departamento de Alto Paraná, onde ocorre a detenção para fins de extradição para os Estados Unidos de indivíduo de grande importância estratégico para a região e várias agências de segurança.

O alvo é definido como líder de uma organização com papel crucial no fornecimento de recursos e infraestrutura para facilitar serviços de lavagem de centenas de milhões de dólares gerados por grupos internacionais do crime organizado para o tráfico, incluindo os de grande escala nos Estados Unidos e na América do Sul.

Antecedentes

Em 2004, Kassem Mohamad Hijazi e seu irmão Chadi Mohamad Hijazi, foram investigados pela justiça paraguaia por crimes de evasão fiscal, lavagem de dinheiro e remessa ilegal de moeda. Em 8 de março, foram autuados pela Unidade Econômica e Anticorrupção de Ciudad del Este por conta desses crimes na tríplice fronteira.

Durante o processo, foram encontrados cadernos e livros de contabilidade de uso ilegal e clandestino, nos quais foram registrados dados sobre estabelecimentos comerciais, quantias em dinheiro, códigos de identificação e transações financeiras. Da mesma forma, os cadernos de notas continham informações sobre as comissões que Kassem recebeu por essas transações financeiras e os valores que foram transferidos para o exterior.

De acordo com as investigações da época, Kassem operava com seis casas localizadas em Ciudad del Este, que eram utilizadas para realizar transferências ilícitas de dinheiro pertencente a particulares e estabelecimentos comerciais que contratam seus serviços, estima-se que através desta modalidade milhões de dólares são enviados para o exterior.